17 Abril 2019 - 08:37

Mais de 6 mil servidores da Segurança Pública vão atuar na Operação Semana Santa

Secom Maceió

Para garantir a tranquilidade durante o período pascal em Alagoas, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) dá início à Operação Semana Santa com um reforço de 6.203 servidores, entre policiais civis, militares, bombeiros e delegados. Os detalhes de como serão executadas as ações foram repassados à imprensa durante coletiva realizada nesta terça-feira (16), na sede da SSP.

Segundo o secretário executivo de Políticas da Segurança Pública, Manoel Acácio Júnior, a Semana Santa requer um policiamento estratégico. “Este feriado costuma ser mais violento que o Carnaval, por isso a preocupação da Segurança Pública em unir as instituições e apresentar um plano de policiamento para garantir a segurança e tranquilidade da sociedade alagoana”, afirmou.


A Polícia Militar terá um reforço de 5.174 militares e iniciará suas atividades na quarta-feira (17), encerrando o policiamento no domingo (21). Em Maceió, o Comando de Policiamento da Capital (CPC) disponibilizará um efetivo de 2.208 militares, que realizará patrulhamento nos pontos de venda de peixe, nos restaurantes, bloqueios nas saídas da capital, operações de saturação nos bairros e também na Região Metropolitana, operações da Lei Seca, além de fazer o policiamento da final do Campeonato Alagoano, que acontece no domingo de Páscoa.

Todos os batalhões de área contarão com reforço de equipes e do Programa Força-Tarefa. O Ronda no Bairro auxiliará o policiamento na Orla e Centro de Maceió.

De acordo com o subcomandante do CPC, coronel Lima Neto, o objetivo é garantir a segurança de todos. “Reforçaremos o patrulhamento em várias áreas, como nos pontos de venda de pescados, nas áreas gastronômicas, que nos preocupam bastante, na orla de Maceió e no Centro, com apoio do Ronda no Bairro, e vamos encerrar com o policiamento do Estádio Rei Pelé, dando segurança aos maceioenses e turistas”, disse.


No interior, o Comando de Policiamento do Interior (CPI) colocará à disposição um efetivo de mais de 2.966 militares, que serão distribuídos em 91 municípios. O CPI montou um esquema especial para dar suporte a municípios onde haverá grande concentração de pessoas, como é o caso do Litoral Norte, onde ocorrerão shows artísticos. A operação contará, ainda, com policiamento nas rodovias estaduais, na Rota Ecológica e outros pontos estratégicos.

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) fará fiscalizações no Complexo Mundaú Manguaba, na Área de Preservação Ambiental do Catolé, além de averiguar a venda de caranguejo e tráfico de animais silvestres nos mercados públicos da Levada, Tabuleiro e Benedito Bentes.

O coronel Do Valle, responsável pelo CPI, destacou o efetivo que será empregado no interior de Alagoas. “Teremos um número considerável de militares trabalhando para levar também segurança à população do interior do estado. Vamos trabalhar para assegurar a preservação da ordem pública, o bem-estar da população e levar muita paz a todos”, afirmou.

Polícia Civil

Já a Polícia Civil empregará um efetivo de 537 servidores, entre agentes, escrivães e delegados. As ações serão iniciadas na Sexta-Feira da Paixão e se encerram na segunda-feira (22) às 8h.

Na capital e Região Metropolitana, estarão de plantão as Centrais de Flagrante do Farol, Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Barra de São Miguel, Paripueira, Maragogi, Colônia Leopoldina, Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), além do atendimento online da Delegacia Interativa.

Já no interior, a população poderá buscar os serviços da PC nas delegacias de plantão de Matriz do Camaragibe, União dos Palmares, Novo Lino, Viçosa, Arapiraca, Palmeira dos Índios, São Miguel dos Campos, Penedo, Delmiro Gouveia, Santana do Ipanema e Batalha.

Além do efetivo nas unidades plantonistas, equipes da Oplit farão reforço em Maceió, o Tigre em Colônia Leopoldina e a Asfixia na Barra de São Miguel.

Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros iniciará suas atividades na Operação nesta quinta-feira (18), seguindo até o domingo (21). Haverá um efetivo total de 492 militares, sendo que serão empregados 272 em Maceió e Região Metropolitana e 220 no restante do estado.

Na capital e Região Metropolitana haverá pontos base em locais de grande concentração de pessoas e veículos, rondas motorizadas no Litoral Norte e Litoral Sul, além de postos guarda-vidas nas praias do Mirante da Sereia, Guaxuma, Jatiúca e na praia do Francês.

No interior, haverá pontos base nos municípios de Maragogi, Delmiro Gouveia, União dos Palmares, Santana do Ipanema, Piranhas, Penedo, Arapiraca e Palmeira dos Índios.

O Grupamento Aéreo colocará à disposição três aeronaves, sendo uma delas o Falcão 05, que realiza atendimentos aeromédicos. O efetivo total será de 40 militares.  

por Agência Brasil

Comentários comentar agora ❯