15 Julho 2017 - 10:54

Homenageado da Fenearte, artesão Antônio de Dedé deixa legado de criatividade e talento

O mundo ainda não conhecia Antônio de Dedé, artesão do município de Lagoa da Canoa- região do Agreste de Alagoas- quando seu filho, Adeilton Rodrigues, mais conhecido como Adeilton de Dedé, já tinha certeza do talento, beleza e originalidade que carregava cada peça produzida despretensiosamente pelo artesão: “Meu pai já nasceu mestre. Mesmo sem ser divulgado, ele já era mestre”.

A afirmação orgulhosa, e agora carregada de saudade, explica a emoção de Adeilton em representar o pai no momento de reconhecimento à produção artesanal e trajetória de vida de Antônio de Dedé, que faleceu no dia 16 de junho e está sendo homenageado no Espaço Interferência Janete Costa durante a 18ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte).

A escolha das peças para compor o espaço e a homenagem ao artesão que tem como tipologia a madeira já havia sido decidida antes de sua morte, e é justificada na admiração de Roberta Borsoi, arquiteta responsável pela curadoria do espaço e filha de Janete Costa, pela produção artesanal alagoana.

“Alagoas é um celeiro muito rico de artesanato e sempre em transformação. A gente admira o trabalho desse lugar, está sempre prestigiando e indo até as oficinas dos artesãos. Ano passado tivemos peças dos Mestres André da Marinheira, Zezinho, Mestra Sil e Irinéia compondo o espaço, e nesta edição homenageamos Antônio de Dedé. Esse é um momento de agradecer aos artesãos por nos presentear com tanto talento”, explicou Roberta Borsoi.

Pensado, inicialmente, pela arquiteta pernambucana e pesquisadora da cultura popular brasileira, Janete Costa, o ambiente acontece há 17 anos na Fenearte e seleciona os destaques do artesanato do país para decorar os ambientes, estabelecendo o diálogo entre o design contemporâneo e a arte popular.

Além da exposição e comercialização das peças, durante toda a programação da feira o espaço promove a realização de palestras e mesas de discussão com temas relevantes para o segmento.

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯