08 Dezembro 2023 - 17:02

PF e Senad (Paraguai) destroem cerca 3.800 toneladas de maconha

PF
O principal foco dos trabalhos é golpear o narcotráfico na origem de suas atividades ilícitas

Encerra-se nesta sexta-feira, 8/12, a 41ª da Nova Aliança. Trata-se de mais uma ação conjunta entre Brasil e Paraguai, que é o maior operativo policial em cooperação internacional no mundo com o objetivo de erradicar plantios ilícitos de cannabis.

A etapa que está sendo finalizada é a última de 2023. A ação se desenvolve por meio da cooperação internacional entre os dois países. À frente dos trabalhos estão a Polícia Federal Brasileira e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD).

Desta vez, os alvos foram zonas de produção ilícita de cannabis localizadas em áreas de reservas ambientais na região de Canindeyu, no Paraguai, fronteira com os estados brasileiros do Paraná e Mato Grosso do Sul.

Com a ação, o total erradicado no ano de 2023 foi de 3.879 toneladas da droga, efetivamente interrompendo sua circulação na região. Além disso, foram destruídos 430 acampamentos utilizados como centros de operações pelos traficantes e organizações criminosas associadas.

O principal foco dos trabalhos é golpear o narcotráfico na origem de suas atividades ilícitas. Ao inviabilizar o cultivo ilegal de maconha, evita-se que uma grande e articulada cadeia criminosa entre em atuação, incluindo delitos ambientais e capitalização de facções criminosas que atuam no tráfico de armas e de outros tipos de drogas.

Grande parte da maconha produzida no Paraguai segue para o Brasil, destinando-se, principalmente, às principais facções criminosas atuantes no país. Daí a importância da estratégia adotada de se evitar o início da atuação de uma grande cadeia criminosa, que tem vários outros crimes acessórios ao principal, no caso o tráfico de drogas.

por PF

Comentários comentar agora ❯