30 Outubro 2023 - 09:29

IV Conferência Estadual da Juventude define temas prioritários para construção de políticas públicas em Sergipe

Políticas públicas voltadas para a juventude sergipana, planejamento de ações e inclusão dos jovens no orçamento público foram alguns dos temas que estiveram no epicentro dos debates da IV Conferência Estadual da Juventude, em Sergipe. O evento, realizado no sábado, 28, no Centro de Excelência Atheneu Sergipense, em Aracaju, contou com a presença do governador Fábio Mitidieri.

Com o título ‘Reconstruir no presente, construir no futuro: desenvolvimento, direitos, participação e bem viver’, a etapa estadual reuniu os 220 delegados eleitos nas plenárias municipais e temáticas, além de 100 convidados observadores, para discutir as 218 proposições apresentadas pelo documento-base, que abrange os 11 eixos do Estatuto da Juventude.

"Temos um compromisso, no Governo do Estado, de transformar as políticas públicas em Sergipe com a inserção dos nossos jovens. O futuro que queremos precisa ter a participação direta da nossa juventude, e é por isso que estamos priorizando programas como o ‘Primeiro Emprego’. Queremos ser um governo parceiro, que constrói a várias mãos as políticas que os nossos jovens tanto precisam", disse o governador Fábio Mitidieri durante a solenidade de abertura do evento.

A oportunidade de debater temas que impactam diretamente no dia a dia dos jovens, em cada região do estado, também foi destacada pelo secretário de Estado-Chefe da Casa Civil, Jorginho Araujo. “Este é um momento histórico para a juventude sergipana. A IV Conferência Estadual define os caminhos para a participação dos nossos nossos jovens na construção de um novo amanhã para Sergipe. Queremos um estado economicamente forte, inclusivo, onde todos tenham oportunidades de crescer e se desenvolver, e esse estado precisa ser construído com a participação decisiva dos nossos jovens", disse Jorginho Araujo.

Ao longo dia, os delegados debateram temas como Cidadania, Participação Social e Política e Representação Juvenil; Educação; Profissionalização, Trabalho e Renda; Diversidade e Igualdade; Saúde; Cultura; Comunicação e Liberdade de Expressão; Desporto e Lazer; Território e Mobilidade; Sustentabilidade e Meio Ambiente; e Segurança Pública e Acesso à Justiça.

Para a superintendente da Juventude em Sergipe, Larissa Alves, a realização desta edição da conferência já pode ser considerada histórica, pois demonstrou um momento de muita cumplicidade e parceria entre a juventude sergipana.

“As discussões vêm sendo realizadas desde as etapas municipais. Que possamos, agora, escolher com sabedoria nossos delegados que representarão as nossas propostas na etapa nacional. Esse é um momento histórico, pois legitima a participação ativa dos nossos jovens nas decisões sobre o que queremos de políticas públicas para os próximos anos”, destacou.

Salas de discussão

Para debater os 11 eixos previstos no Estatuto, a Conferência Estadual da Juventude foi organizada em 11 salas temáticas, uma para cada tema. Em cada sala, os participantes votaram e deliberaram sobre ações, programas e projetos que são necessários para contemplar as necessidades da juventude e que serão levados para discussão na etapa nacional.

“Participar dessa conferência da juventude também é uma forma de reafirmar para todo o estado que existimos, que em Sergipe, no município de Porto da Folha, tem uma comunidade indígena, que são os Xocós, onde há bastantes jovens que também querem debater a construção de políticas públicas, que querem participar dos rumos políticos do país”, destacou a jovem indígena Mayane Xocó.

Entre os eixos de debate, o tema da geração de empregos foi bastante participativo. “O tema da geração de emprego é estratégico, porque também está diretamente associado ao acesso à educação, uma vez que os jovens entendem que, tendo um trabalho, vão poder desenvolver outras habilidades, seja investindo em cursos, seja investindo no seu próprio negócio. É importante destacar que o jovem sergipano tem um tino de empreendedorismo muito grande, por isso o eixo da geração de renda, da tecnologia é tão importante”, explica Larissa Alves.

O tema da mobilidade também esteve presente nos debates e contou com a participação da vereadora Flávia de Bruninho. “Estou muito feliz de estar aqui representando a juventude de meu município, discutindo temas que são de extrema importância para o nosso futuro. Contribuir com as minhas ideias e ouvir também as opiniões de outros jovens é muito importante para construirmos o país que tanto ueremos”, disse a representante da juventude do município de Porto da Folha, no alto sertão do estado.

Na plenária final, um dos momentos mais marcantes do evento, os 220 delegados escolheram os nomes dos 16 representantes de Sergipe que irão defender as propostas da juventude do estado na etapa nacional, que acontece entre os dias 14 e 17 de dezembro, em Brasília-DF. Para proporcionar momentos de interação e descontração entre os participantes, a programação da conferência foi encerrada com a realização de apresentações artísticas na quadra da plenária geral, com roda de samba, Timbau de Rua e discotecagem, com a DJ Jhessyy. 

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯