Rafael Medeiros

Rafael Medeiros

Formado em Letras, Direito e Comunicador pelo Sindirádio

Postado em 06/10/2023 10:36

ANDANÇAS PeNeDeNsEs

Papel na cara

Há quem leve tapa na cara, já a ex-Conselheira Tutelar, Luciene Caetano, a Neide do Conselho, levou papel na cara. O fato é que no quadro exibido na sede do CT onde estão fixadas as fotos dos que formam o colegiado eleito para o quadriênio em curso, a foto de Neide foi tampada com uma folha de papel. O motivo e a quem interessava o feito? Precisamos saber quem e o porquê!

 

E ainda sobre Conselho Tutelar

Certamente muita gente deixou de votar nesta última eleição realizada para eleger os novos Conselheiros Tutelares. O fato das gigantescas filas pode ter sido gerado pelos cadernos de votação terem chegado às secções sem estarem na devida ordem alfabética, algo que gerou um atraso na votação, mesmo o processo ter acontecido com urnas eletrônicas. Com uma renovação de 100% do colegiado, entre os eleitos, volta a atuar a competente Gilvânia Guimarães e digo sem medo de errar, aqueles que não buscarem aprender com a experiência de Gilvânia vão sobrar na curva.

Vela acesa

E no curso do terceiro ano deste primeiro mandato do prefeito Ronaldo Lopes, eis que tem gente acendendo vela pra Deus e pra o diabo. Há quem diga que em alto bom som, cidadão que antes fazia questão de ser chamado pelo seu nome com complemento do nome de uma tradicional família política alagoana, já alerta aos mais próximos que só lhe chamem pelo nome de batismo. Mas, baixinho diz: “Esquente não que na hora é só eu e a urna”! Será que tem mais gente assim na gestão municipal em Penedo?

Vereador na bronca

Tem vereadores reclamando que alguém está buscando dinamitar a ponte que faz a ligação dos edis ao chefe do Executivo. Quando vivemos algo nunca vivido em Penedo, uma campanha antecipada de forma escancarada, melhor do que falar é saber ouvir e não deixar para ouvir amanhã o que pode ser ouvido hoje mesmo.

Vereador na bronca 2

Interessante como tem pessoas que se preocupam mais com a atuação do outro do que com sua própria atuação. Vai ver que é porque se a história falar futuramente dos feitos de quem passa por cargo eletivo, talvez não lhe reste muito a não ser repasses indevidos e apropriações indébitas. A quem reclame até de um outdoor que a vereadora Raquel Tavares colocou em agradecimento ao deputado Arthur Lira por emenda recebida pela ACRESC. Pura hipocrisia! Quem se sente ofendido é só repassar o montante recebido pela ACESC à vereadora que ela devolve ao deputado e tá tudo certo!
 

Comentários comentar agora ❯