14 Dezembro 2009 - 22:20

AL se prepara para exportar tabaco para China

Assessoria

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) reúne, na próxima quinta-feira (17), em Arapiraca, prefeituras e produtores da região fumageira para discutir a exportação do tabaco alagoano para China.

No encontro, que acontece, a partir de 8h30, no auditório da Samu, a Adeal vai apresentar o projeto para caracterização de Alagoas como área livre do mofo azul. "Essa é umas das piores pragas do tabaco. Por isso, o atestado de área livre é fundamental para a exportação do produto", explica Eduardo Lino, engenheiro agrônomo da Adeal.

O projeto para obtenção do status de zona livre prevê o acompanhamento de todas as fases da cultura do tabaco no campo e no beneficiamento do produto.

Em setembro, a Adeal realizou um pré-levantamento em plantações de tabacos de 11 municípios do agreste. Durante essa ação não foram encontrados indícios da praga na região. O mofo azul é uma das principais pragas da cultura do tabaco. A doença, causada por um fungo, amarela as folhas da planta e provoca sua morte.

A garantia da não ocorrência desta praga é um dos requisitos impostos pela China, para negociação do tabaco. Maior importador do produto no mundo, a China dá sinais de expandir a compra de tabaco do Brasil, o que beneficiaria os Estados de Alagoas e Bahia.

 

por Ascom Adeal

Comentários comentar agora ❯