18 Outubro 2021 - 08:29

Maior concurso da história da educação abre portas para 3 mil novos professores em AL

Thiago Ataíde
Sala de aula

A Educação continua sendo pauta prioritária do Governo de Alagoas por entender que, através do conhecimento e políticas públicas de qualidade, será construído um futuro de oportunidades no estado. Dentro do novo ciclo de investimentos da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), acontece, neste domingo (17), a prova do novo concurso público com 3 mil vagas para o cargo de professor. O certame oferece posições para docentes em 14 disciplinas do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino.

Com o maior número de vagas da história da Educação, o concurso também traz o ineditismo para o estado da oferta de funções efetivas para professores de Educação Especial e Indígena. Apenas para estas duas modalidades, serão mais de 600 oportunidades, como destaca o secretário da pasta, Rafael Brito.

 

“Desde o início, a valorização dos nossos servidores tem sido uma determinação do governador Renan Filho que não temos medido esforços para atender. A realização do novo concurso público não só oportuniza emprego e renda para os nossos professores, como também garante o respeito à diversidade de todos os nossos alunos. Acreditamos muito que Educação acontece de forma paralela e indissociável à inclusão, e que ensino de qualidade só se faz com profissionais competentes e valorizados. Vivemos hoje uma grande conquista para todos que integram a comunidade escolar em Alagoas”, pontua.

O professor temporário Diego Silva leciona a disciplina de Matemática na Escola Estadual Teotônio Vilela há mais de 3 anos e será um dos mais de 29,3 mil inscritos a prestarem o concurso da educação com o objetivo de efetivar-se na unidade de ensino.

“A espera pela prova é sempre com aquele frio na barriga, porém com a calma necessária. A preparação se deu como a de todo concurseiro, sabe? Organização de horário de estudos e seu vínculo ao horário de trabalho”, comentou.

Já para a universitária Aline Félix, os novos incentivos do governo na Educação trazem expectativas melhores para os docentes iniciantes e servem de estímulo para quem quer ser professor em Alagoas.

“Para mim, qualquer projeto que traga melhorias já me dá uma animada a mais. Fui estudante de escola pública a minha vida inteira, e sei das dificuldades de oferecer ensino público de qualidade. Tive experiência com projetos de docência na universidade e depois que fui para a sala de aula vi uma beleza diferente na profissão. Quero sim seguir carreira, mas procuro estabilidade, e por isso irei prestar o concurso agora no final da graduação”, conta.

Plano de Cargos e Carreiras - Visando a valorização dos servidores e o avanço da rede estadual de ensino, além da publicação do certame e o lançamento de novos programas no maior investimento da história da Educação, o governador Renan Filho anunciou também a revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

Pleito antigo da categoria, a mudança deve garantir o aumento médio de 40% no salário inicial dos profissionais da educação. O benefício deve contemplar já os profissionais aprovados no concurso de 2021.

Sobre a melhoria no piso salarial, o concurseiro Diego Silva ressalta que a ação traz um ganho significativo à categoria. “Isso é uma injeção positiva para nós da educação. Esse reajuste pode acarretar pontos positivos, sem dúvida, pois o profissional de ensino valorizado trabalha de forma mais calma e, em muitos casos, mais eficaz”.

O universitário Matheus Soares está concluindo a licenciatura de geografia, e também irá prestar o concurso da educação. Ele enfatiza a importância da valorização dos profissionais.

“A docência certamente é uma das profissões mais importantes da sociedade, já que ela atua na formação das pessoas em diversas faixas da vida. Com esse aumento de 40% no PCCS, o Estado de Alagoas ajuda a demonstrar essa importância que o ensino tem, pois os professores se dedicam e se doam pela causa”, avalia.  

por Agência Alagoas

Comentários comentar agora ❯