11 Junho 2022 - 14:11

Sonho da 1ª carteira de motorista já é realidade para participantes do CNH Social

Célio Júnior / Secom Maceió
Roseane Lúcia, de 25 anos, foi a primeira aprovada no programa

O Programa CNH Social é um dos mais queridos e procurados pelos maceioenses que precisam obter a primeira carteira de motorista para assim terem mais chances na luta por um “lugar ao sol” no mercado de trabalho. O programa criado pela Prefeitura de Maceió em dezembro de 2021, já tem seus primeiros aprovados.

Roseane Lúcia, de 25 anos, passou no teste prático do Detran/AL e é a mais nova motorista habilitada de Maceió. Ela foi a primeira aprovada do programa CNH Social – programa que custeia todo o processo de aquisição da CNH.

“Iniciei as aulas no mês março. Concluí todo o processo de provas teórica e prática e já estou com a minha carteira de motorista [categoria B]. Fiquei surpresa em ser a primeira aprovada do programa. No momento, estou desempregada, mas acredito que com a CNH terei boas oportunidades no mercado de trabalho", crê a aprovada.

Ela contou ainda que soube do programa nas redes sociais do prefeito JHC. “Assim que vi, corri para fazer a inscrição e valeu muito a pena. Realizei o meu sonho de ter minha carteira de motorista. Sem o programa não teria condições de pagar, ressaltou Roseane Lúcia. Os instrutores da Autoescola Alagoana - Tabuleiro ficaram muito felizes por saberem que Roseane passou nos testes e foi a primeira aprovada do programa da prefeitura.

Evandro Oliveira foi o instrutor dela na parte teórica. “As aulas teóricas são tão importantes quanto as aulas práticas. É o pontapé inicial para conseguir a habilitação. Me senti feliz em saber que ela foi aprovada e muito mais por ser desse programa inovador que é o CNH Social, que está dando a oportunidade de pessoas que não tinham a condição financeira, de conseguir sua primeira carteira. Agora, ela pode dizer que está habilitada e concretizou o seu sonho, pontuou o instrutor.

O instrutor das aulas práticas foi José Carlos Lopes. Ele é instrutor de autoescola há nove anos e falou também sobre o desempenho da aluna aprovada.

“Ficamos muito contentes. O mérito não foi só meu, foi dela também que foi uma excelente aluna, aplicada e esforçada, e passou na primeira tentativa. Roseane vai ser uma boa motorista. Que esse programa continue e mais pessoas tenham essa chance como ela", disse o instrutor Lopes.

 A Marithyssa Agnes, de 32 anos, foi a segunda aprovada do programa, na categoria A (moto) e também comemora sua experiência no CNH Social. “Fiquei muito feliz em passar nas provas e de primeira, tanto na prática como na teórica. Esse programa é muito bom porque a gente pode obter a nossa carteira de graça. Alguns dos meus amigos não acreditaram na seriedade do programa, até que eu fiz a inscrição e consegui participar. Agora, digo para eles que tive um atendimento ótimo do começo ao fim do programa. E quando souber de novas vagas, vou avisar para eles fazerem também”, prometeu.

A aprovada falou também das suas expectativas quanto a conseguir um lugar no mercado de trabalho, que é o objetivo do programa. “No momento, estou desempregada, mas acho que com a carteira de motorista, a gente pode ocupar uma vaga no mercado de trabalho mais rápido, porque muitas vagas exigem a habilitação, disse Marithyssa Agnes.

A diretora de Proteção Social Básica da Semas, Aline Pedrosa falou da emoção de ter os primeiros aprovados no programa. "O sentimento é de dever cumprido, ao ver as primeiras candidatas da CNH Social com suas carteiras em mãos. É ver de fato, o projeto sair do papel e após aulas, exames e testes, se tornar um documento tão importante para o futuro dessas pessoas, confirma Pedrosa. Conforme a diretora e como mulher, ela se sente orgulhosa. “Em uma realidade que tantas vezes nós mulheres não ficamos em primeiro plano, isso é fantástico. A Proteção Social Básica tem muito orgulho de encabeçar esse projeto e continuaremos trazendo mais ações complementares para o povo de Maceió", destacou Aline Pedrosa.

O programa

A iniciativa é voltada para pessoas em situação de vulnerabilidade, inscritas no Cadastro Único, que dificilmente teriam a condição financeira de conseguir uma carteira de motorista. Os participantes podem optar pelo Curso de Formação de Condutores nas categorias carro ou moto. Todo o processo para aquisição da primeira CNH é gratuito. Na primeira edição do CNH Social foram selecionadas mais de 300 pessoas para participar do programa. Então, nos próximos dias, mais alunos concretizarão o sonho de ter sua primeira carteira de motorista nas mãos, assim como Roseane e Marithyssa.

por Assessoria

Comentários comentar agora ❯