15 Abril 2021 - 16:53

Cartão Cria: segunda etapa para cadastro começa amanhã (16)

A segunda etapa do cadastro das crianças de 0 a 2 anos para o recebimento do Cartão Cria (Criança Alagoana) começa nesta sexta-feira (16), em Maceió. A partir de amanhã até o dia 23 de abril, serão cadastrados os responsáveis que possuem iniciais do nome de M a Z. Na primeira etapa, foram cadastradas 528 crianças.

O atendimento está sendo feito por agendamento. Quem deseja cadastrar seus filhos deve ficar atento ao cronograma divulgado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). É preciso ligar para o posto de cadastro correspondente à unidade de saúde em que a criança é acompanhada para marcar o dia.

Os postos de cadastro estão localizados nos 16 Centros de Referência de Assistência Social (Cras); na sede do Cadastro Único (CadÚnico), na Serraria; no Centro de Atendimento Socioassistencial (Casa), no bairro do Prado; e no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Santa Lúcia. O horário de atendimento nessas unidades é das 8h às 13h.

Para fazer o cadastro da criança são necessários os seguintes documentos: Certidão de Nascimento da criança, Cartão SUS, RG-CPF do responsável, Comprovante de Residência, NIS do Responsável e da Criança e, por fim, a Caderneta da Criança.

Nessa etapa, também poderão se cadastrar gestantes e crianças com síndrome congênita por Zyka Vírus que foram inseridas no CadÚnico até dezembro de 2020. Elas deverão levar os seguintes documentos: NIS, Caderneta da Gestante, Cartão SUS, RG-CPF e Comprovante de Residência;

Para o cadastro das crianças com síndrome por Zyca Vírus, o responsável deverá levar: Certidão de Nascimento da criança, Cartão SUS, RG-CPF do responsável, Comprovante de Residência, NIS do Responsável e da Criança e Laudo Médico.

Cada família tem acesso a somente um benefício. Se a família já cadastrou a gestante no CRIA, a criança de 0 a 2 anos não poderá ser inserida.

O Cartão Cria é uma iniciativa do Governo Estadual e auxilia com R$ 100 mensais gestantes, bebês e crianças de até seis anos de idade e crianças com síndrome congênita por Zyka Vírus, de 0 a 7 anos. Os participantes do programa precisam estar inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) e ter renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa em situação de pobreza ou extrema pobreza.

por Secom - Maceió

Comentários comentar agora ❯