25 Março 2021 - 19:52

Governo de Sergipe envia à Alese mais um Projeto de Lei para ampliação do Cartão Mais Inclusão

O governador Belivaldo Chagas anunciou, na última terça-feira (23), que mais 5 mil pessoas serão atendidas pelo Cartão Mais Inclusão – CMAIS, programa de transferência de renda, através do qual o Governo de Sergipe paga um benefício mensal a pessoas na extrema pobreza, para aquisição exclusiva de alimentos. O Projeto de Lei que autoriza essa ampliação foi protocolado nesta quinta-feira (25), na Assembleia Legislativa de Sergipe, pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), que executa o programa com o apoio do Banese e dos municípios.

Caso o PL seja votado e aprovado pelos deputados estaduais, o CMAIS passará a atender, com o pagamento de duas parcelas de R$ 200, os trabalhadores autônomos ou informais (sem carteira assinada), que estejam inscritos no Cadastro Único – CadÚnico e se encontrem na condição de extrema pobreza ou pobreza. O PL se destina, especificamente, àqueles que, atualmente, não estão contemplados pelo Bolsa Família ou pelas outras modalidades do CMAIS.

Segundo o governador Belivaldo Chagas, os trabalhadores autônomos constituem um dos grupos fortemente afetados pelas necessárias medidas de isolamento social. “E são eles que serão atendidos por mais essa modalidade do CMAIS. Um levantamento que fizemos apontou que era possível alcançar um grupo de 5 mil pessoas com esse enquadramento, ainda em situação de extrema pobreza ou pobreza, dentro da base do Cadastro Único. Portanto, o Governo de Sergipe continua fazendo a sua parte, buscando meios de ampliar o número de famílias atendidas com auxílio do Cartão Mais Inclusão, que vem dando certo e sendo tão importante para milhares de famílias, nesse momento de grande dificuldade”, pontuou o governador.

Desde a criação do CMAIS, o Governo de Sergipe já investiu mais de R$ 25 milhões, no pagamento de quase 250 mil benefícios. Atualmente, 17.485 famílias são atendidas. Com a nova modalidade, esse número irá ultrapassar os 22 mil beneficiários, e mais R$ 2 milhões serão investidos no auxílio estadual às famílias da extrema pobreza e pobreza.

por Agência Sergipe

Comentários comentar agora ❯